Projetos em andamento

O eixo Fundamentos epistemológicos e históricos na formação do psicólogo: análise de projetos pedagógicos de cursos de graduação no Brasil 

A formação em Psicologia no Brasil tem sido amplamente estudada e discutida em ambientes acadêmicos. No entanto, diversos trabalhos têm apontado fragilidades de diversas ordens na formação do psicólogo, entre elas a carência de discussões aprofundadas vinculadas ao eixo histórico-epistemológico da Psicologia. O presente projeto tem como objetivo analisar a composição do eixo Fundamentos Epistemológicos e Históricos (FEH) nos projetos pedagógicos de cursos (PPC) de graduação em Psicologia brasileiros, através de um estudo documental de caráter quali-quanti.

Cultura da transparência e accountability em cursos de Psicologia: análise da disponibilidade de informações pedagógicas

O ensino superior brasileiro modificou-se sobremaneira nos últimos 30 anos, crescendo acentuadamente a partir de processo de massificação de viés mercantil. Nesse cenário, a formação em Psicologia configurou-se uma das áreas com maior número de matrículas. O projeto busca analisar a disponibilidade de documentos pedagógicos, tais como projetos pedagógicos de curso (PPC) e matrizes curriculares, dos cursos de graduação em Psicologia.

Análise de rankings acadêmicos à luz das políticas de ensino superior
brasileiras: ameaças ou ferramentas?

No mundo globalizado, ranqueamentos de Instituições de Ensino Superior (IES) têm sido amplamente usados como forma de comparação da qualidade das instituições – embora o constructo “qualidade” não tenha sido definido, ao menos de forma explícita. Ao mesmo tempo, fortes críticas têm recaído sobre os rankings, do ponto de vista de seus objetivos, de suas metodologias e de seus impactos sociais. Os rankings, sobretudo internacionais, foram desenvolvidos para finalidades diversas, as quais não necessariamente se alinham com as políticas educacionais brasileiras. A função das universidades varia conforme o contexto em que se inserem e, mesmo dentro de um mesmo país, podem existir IES com finalidades diversas. No Brasil, é comum que as universidades públicas tenham objetivos sociais, alinhados com a melhoria da qualidade de vida das comunidades locais. O projeto objetiva identificar em que medida os rankings acadêmicos se aproximam ou se afastam das políticas públicas educacionais brasileiras e das metas estabelecidas por cada IES, possibilitando avaliar tais avaliações.

Série histórica sobre a evolução da formação

O crescimento da quantidade de cursos em Psicologia no Brasil tem despertado preocupação quanto à qualidade da formação. O presente projeto busca analisar a evolução do número de cursos, matrículas e concluintes em Psicologia, desde 1962.